Os Estudos Galegos no Algarve

Paula García Rumbo

Professora-leitora de galego na Universidade do Algarve (2014-2016) 

O Centro de Estudos Galegos (CEG) da Universidade do Algarve (UAlg) é relativamente recente. Está em funcionamento desde o ano académico 2002-2003 e, desde esse momento, difunde a língua, a literatura e a cultura galegas entre a comunidade algarvia em geral e a comunidade universitária em particular. Isto consegue-se graças à contínua colaboração do CEG com diferentes centros de investigação e formação da UAlg e outras instituições da região, como o Instituto Português do Desporto e Juventude, a Associação Recreativa de Músicos de Faro ou o Cineclube de Faro.

Está integrado no Departamento de Artes e Humanidades da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais e, mais uma vez, coordenado pelo catedrático e atual vice-reitor para a Ciência e a Cultura, o professor Pedro Ferré. Desde que foi assinado o primeiro protocolo de colaboração entre a Universidade do Algarve e a Xunta de Galicia, já passaram pelo centro duas leitoras e um leitor: uma das atuais professoras do quadro de docentes de Espanhol da UAlg, María Jesús Botana (período 2002-2003 a 2007-2008); Antonio Mira (2008-2009 a 2010-2011) e Sandra Romarís (período 2011-2012 a 2013-2014).

Este ano letivo 2015/2016 a oferta formativa do CEG é de cinco disciplinas: Língua e Cultura Galega I, Língua e Cultura Galega II, Tópicos de Cultura Galega, Literatura Galega e Língua Europeia: Galego. As quatro primeiras são cadeiras de opção para os alunos e alunas dos cursos de licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas e Línguas e Comunicação, e a última, Língua Europeia: Galego, para os de Ciências da Educação e da Formação. As pessoas que estudam estas disciplinas têm à sua disposição um fundo bibliográfico que conta com aproximadamente 1000 volumes repartidos entre a Biblioteca de Gambelas e a Biblioteca da Penha.

O Centro de Estudos Galegos da Universidade do Algarve promove a língua, a literatura e a cultura galegas, não só através do trabalho docente, como também com a organização de atividades culturais. Este tipo de atividades não fazem mais que colaborar, de uma maneira ou outra, a difundir o conhecimento da nossa cultura entre a comunidade algarvia. Durante o próximo mês, com motivo da comemoração do Día das Letras Galegas, a Biblioteca de Gambelas vai ceder um espaço para realizar uma exposição sobre Manuel María, o autor homenageado este ano.

Além dos eventos referidos, o CEG também publicou recentemente o livro O romanceiro de Galicia. Este texto breve dá notícia do passado e do presente deste género poético de transmissão oral que, com uma estrutura adaptada a um novo formato, atualiza a informação recolhida na obra titulada Os romances tradicionais de Galicia, publicada há dezassete anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s