Os Estudos Galegos no Algarve

Paula García Rumbo

Professora-leitora de galego na Universidade do Algarve (2014-2016) 

O Centro de Estudos Galegos (CEG) da Universidade do Algarve (UAlg) é relativamente recente. Está em funcionamento desde o ano académico 2002-2003 e, desde esse momento, difunde a língua, a literatura e a cultura galegas entre a comunidade algarvia em geral e a comunidade universitária em particular. Isto consegue-se graças à contínua colaboração do CEG com diferentes centros de investigação e formação da UAlg e outras instituições da região, como o Instituto Português do Desporto e Juventude, a Associação Recreativa de Músicos de Faro ou o Cineclube de Faro.

Está integrado no Departamento de Artes e Humanidades da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais e, mais uma vez, coordenado pelo catedrático e atual vice-reitor para a Ciência e a Cultura, o professor Pedro Ferré. Desde que foi assinado o primeiro protocolo de colaboração entre a Universidade do Algarve e a Xunta de Galicia, já passaram pelo centro duas leitoras e um leitor: uma das atuais professoras do quadro de docentes de Espanhol da UAlg, María Jesús Botana (período 2002-2003 a 2007-2008); Antonio Mira (2008-2009 a 2010-2011) e Sandra Romarís (período 2011-2012 a 2013-2014).

Este ano letivo 2015/2016 a oferta formativa do CEG é de cinco disciplinas: Língua e Cultura Galega I, Língua e Cultura Galega II, Tópicos de Cultura Galega, Literatura Galega e Língua Europeia: Galego. As quatro primeiras são cadeiras de opção para os alunos e alunas dos cursos de licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas e Línguas e Comunicação, e a última, Língua Europeia: Galego, para os de Ciências da Educação e da Formação. As pessoas que estudam estas disciplinas têm à sua disposição um fundo bibliográfico que conta com aproximadamente 1000 volumes repartidos entre a Biblioteca de Gambelas e a Biblioteca da Penha.

O Centro de Estudos Galegos da Universidade do Algarve promove a língua, a literatura e a cultura galegas, não só através do trabalho docente, como também com a organização de atividades culturais. Este tipo de atividades não fazem mais que colaborar, de uma maneira ou outra, a difundir o conhecimento da nossa cultura entre a comunidade algarvia. Durante o próximo mês, com motivo da comemoração do Día das Letras Galegas, a Biblioteca de Gambelas vai ceder um espaço para realizar uma exposição sobre Manuel María, o autor homenageado este ano.

Além dos eventos referidos, o CEG também publicou recentemente o livro O romanceiro de Galicia. Este texto breve dá notícia do passado e do presente deste género poético de transmissão oral que, com uma estrutura adaptada a um novo formato, atualiza a informação recolhida na obra titulada Os romances tradicionais de Galicia, publicada há dezassete anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s